Matemático australiano atualmente na Universidade de St Andrews e anteriormente na Queen Mary University de Londres e Oxford. Peter Cameron escreveu o artigo que desencadeou uma indústria de extração de resultados na Classificação de Grupos Simples Finitos e é um dos autores da resolução da conjectura dos Sims. Tem contribuições importantes em combinatória, teoria de autómatos e semigrupos. Escreveu livros sobre combinatória, álgebra, grupos de permutação e lógica, sua mistura em grupos de permutação holomórfica, e produziu mais de 250 artigos académicos. Colocou a conjectura de Cameron–Erdős com Paul Erdős, eventualmente provada por Ben Green. Recentemente, com alguns colegas, conseguiu caracterizar uma das classes de grupos mais elusivas do teorema de O’Nan-Scott (os grupos do tipo diagonal) como os grupos de permutações preservando alguma estrutura combinatória, certamente um dos maiores teoremas da área. Apenas três pessoas receberam o Prémio Whitehead Júnior e Sénior, sendo Cameron uma delas. Foi o vencedor da Medalha Euler em 2003. Em 2018, foi eleito Fellow da Real Sociedade de Edinburgh. O seu blog é considerado um dos blogs de matemática mais influentes.

Mais Info >